Nova Liturgia

2º DOMINGO - TEMPO COMUM

A noiva é a alegria do noivo.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 62, 1-5
Por amor de Sião não me calarei, por amor de Jerusalém não descansarei, enquanto não surgir nela, como um luzeiro, a justiça e não se acender nela, como uma tocha, a salvação.
As nações verão a tua justiça, todos os reis verão a tua glória; serás chamada com um nome novo, que a boca do Senhor há de designar.
E serás uma coroa de glória na mão do Senhor, um diadema real nas mãos de teu Deus.
Não mais te chamarão Abandonada, e tua terra não mais será chamada Deserta; teu nome será Minha Predileta e tua terra será a Bem-Casada, pois o Senhor agradou-se de ti e tua terra será desposada.
Assim como o jovem desposa a donzela, assim teus filhos te desposam; e como a noiva é a alegria do noivo, assim também tu és a alegria de teu Deus.
Palavra do Senhor.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, manifestai os seus prodígios entre os povos!
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!
R.
Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, / e entre os povos do universo seus prodígios!
R.
A família das nações, dai ao Senhor, / ó nações, dai ao Senhor poder e glória, dai-lhe a glória que é devida ao seu nome! / Oferecei um sacrifício nos seus átrios.
R.
Adorai-o no esplendor da santidade, / terra inteira, estremecei diante dele!Publicai entre as nações: 'Reina o Senhor!' / pois os povos ele julga com justiça.
R.
Estas coisas as realiza um e o mesmo Espírito,
que distribui a cada um conforme seu querer.
Leitura da Primeira carta de São Paulo aos Coríntios 12, 4-11
Irmãos:
Há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito.
Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor.
Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos.
A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum.
A um é dada pelo Espírito a palavra da sabedoria. A outro, a palavra da ciência segundo o mesmo Espírito.
A outro, a fé no mesmo Espírito. A outro, o dom de curas no mesmo Espírito.
A outro, o poder de fazer milagres. A outro, profecia. A outro, discernimento de espíritos. A outro, falar línguas estranhas. A outro, interpretação de línguas.
Todas estas coisas as realiza um e o mesmo Espírito, que distribui a cada um conforme quer.
Palavra do Senhor.
Jesus realizou este início dos
sinais em Caná da Galiléia.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 2, 1-11
Naquele tempo:
Houve um casamento em Caná da Galiléia. A móe de Jesus estava presente.
Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.
Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: 'Eles não têm mais vinho'.
Jesus respondeu-lhe: 'Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou. '
Sua mãe disse aos que estavam servindo: 'Fazei o que ele vos disser'.
Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.
Jesus disse aos que estavam servindo: 'Enchei as talhas de água'. Encheram-nas até a boca.
Jesus disse: 'Agora tirai e levai ao mestre-sala'. E eles levaram.
O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: 'Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!'
Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.
Palavra da Salvação.

SÃO SEBASTIÃO, MÁRTIR - SANTORAL

Eu, presbítero como eles,
testemunha dos sofrimentos de Cristo.
Leitura da Primeira Carta de São Pedro 5, 1-4
Caríssimos:
Exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada:
Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente;
não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho.
Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória.
Palavra do Senhor.
Eis que venho fazer com prazer a vossa vontade, Senhor!
Esperando, esperei no Senhor, / e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema em louvor ao Senho
R.
Sacrifício e oblação não quisestes, / mas abristes, Senhor, meus ouvidos; / não pedistes ofertas nem vítimas, / holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: 'Eis que venho!'
R.
Sobre mim está escrito no livro: 'Com prazer faço a vossa vontade, / guardo em meu coração vossa lei!'
R.
Boas-novas de vossa justiça / anunciei numa grande assembléia; / vós sabeis: não fechei os meus lábios!
R.
Apascenta os meus cordeiros.
Apascenta as minhas ovelhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 21, 15-17
Jesus manifestou-se aos seus discípulos e,
depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?' Pedro respondeu: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse: 'Apascenta os meus cordeiros'.
E disse de novo a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro disse: 'Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Pela terceira vez, perguntou a Pedro: 'Simão, filho de João, tu me amas?' Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: 'Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo'. Jesus disse-lhe: 'Apascenta as minhas ovelhas'.
Palavra da Salvação.