Nova Liturgia

<<  19/03/2019 (3ª-FEIRA)  >>

3ª-FEIRA DA 2ª SEMANA - QUARESMA

1a Leitura - ANO FIXO - Is 1,10.16-20

Aprendei a fazer o bem. Procurai o direito.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 1,10.16-20
10Ouvi a palavra do Senhor,
magistrados de Sodoma,
prestai ouvidos ao ensinamento do nosso Deus,
povo de Gomorra.
16Lavai-vos, purificai-vos.
Tirai a maldade de vossas ações
de minha frente.
Deixai de fazer o mal!
17Aprendei a fazer o bem!
Procurai o direito, corrigi o opressor.
Julgai a causa do órfão, defendei a viúva.
18Vinde, debatamos - diz o Senhor.
Ainda que vossos pecados sejam como púrpura,
tornar-se-ão brancos como a neve.
Se forem vermelhos como o carmesim,
tornar-se-ão como lã.
19Se consentires em obedecer,
comereis as coisas boas da terra.
20Mas se recusardes e vos rebelardes,
pela espada sereis devorados,
porque a boca do Senhor falou!
Palavra do Senhor.

Salmo - ANO FIXO - Sl 49, 8-9. 16bc-17. 21.23 (R. 23b)

R. A todos que procedem retamente,
eu mostrarei a salvação que vem de Deus.
8Eu não venho censurar teus sacrifícios, *
pois sempre estão perante mim teus holocaustos;
9não preciso dos novilhos de tua casa *
nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos.
R.

16b'Como ousas repetir os meus preceitos *
16ce trazer minha Aliança em tua boca?
17Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos *
e deste as costas às palavras dos meus lábios!
R.

21Diante disso que fizeste, eu calarei? *
Acaso pensas que eu sou igual a ti?
É disso que te acuso e repreendo *
e manifesto essas coisas aos teus olhos.
R.

23Quem me oferece um sacrifício de louvor, *
este sim é que me honra de verdade.
A todo homem que procede retamente, *
eu mostrarei a salvação que vem de Deus'.
R.

Evangelho - ANO FIXO - Mt 23,1-12

Eles falam mas não praticam.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 23,1-12
Naquele tempo:
1Jesus falou às multidões e a seus discípulos:
2'Os mestres da Lei e os fariseus
têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés.
3Por isso,
deveis fazer e observar tudo o que eles dizem.
Mas não imiteis suas ações!
Pois eles falam e não praticam.
4Amarram pesados fardos
e os colocam nos ombros dos outros,
mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los,
nem sequer com um dedo.
5Fazem todas as suas ações
só para serem vistos pelos outros.
Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura,
na testa e nos braços,
e põem na roupa longas franjas.
6Gostam de lugar de honra nos banquetes
e dos primeiros lugares nas sinagogas;
7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas
e de serem chamados de Mestre.
8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre,
pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos.
9Na terra, não chameis a ninguém de pai,
pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus.
10Não deixeis que vos chamem de guias,
pois um só é o vosso Guia, Cristo.
11Pelo contrário, o maior dentre vós
deve ser aquele que vos serve.
12Quem se exaltar será humilhado,
e quem se humilhar será exaltado.'
Palavra da Salvação.

SÃO JOSÉ, ESPOSO DE NOSSA SENHORA - SANTORAL

1a Leitura - SANTORAL - 2Sm 7,4-5a.12-14a.16

O Senhor lhe dará o trono de Davi, seu pai. (Lc 1,32)
Leitura do Segundo Livro de Samuel 7,4-5a.12-14a.16
Naqueles dias,
4a palavra do Senhor foi dirigida a Nató nestes termos:
5a'Vai dizer ao meu servo Davi:
`Assim fala o Senhor:
12Quando chegar o fim dos teus dias
e repousares com teus pais,
então, suscitarei, depois de ti, um filho teu,
e confirmarei a sua realeza.
13Será ele que construirá uma casa para o meu nome,
e eu firmarei para sempre o seu trono real.
14aEu serei para ele um pai
e ele será para mim um filho.
16Tua casa e teu reino
serão estáveis para sempre diante de mim,
e teu trono será firme para sempre''.
Palavra do Senhor.

Salmo - SANTORAL - Sl 88(89),2-3.4-5.27 e 29 (R. 37)

R. Eis que a sua descendência durará eternamente.
2Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, *
de geração em geração eu cantarei vossa verdade!
3Porque dissestes: 'O amor é garantido para sempre!' *
E a vossa lealdade é tão firme como os céus.R.
4'Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, *
e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor.
5Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, *
de geração em geração garantirei o teu reinado!'R.
27Ele, então, me invocará: `Ó Senhor,vós sois meu Pai, *
sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!'
29Guardarei eternamente para ele a minha graça *
e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.R.

2a Leitura - SANTORAL - Rm 4,13.16-18.22

Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na fé.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 4,13.16-18.22

Irmãos:
13Não foi por causa da Lei,
mas por causa da justiça que vem da fé,
que Deus prometeu o mundo como herança a Abraão
ou à sua descendência.
16É em virtude da fé que alguém se torna herdeiro.
Logo, a condição de herdeiro é uma graça,
um dom gratuito,
e a promessa de Deus continua valendo
para toda a descendência de Abraão,
tanto para a descendência que se apega à Lei,
quanto para a que se apóia somente na fé de Abraão,
que é o pai de todos nós.
17Pois está escrito:
'Eu fiz de ti pai de muitos povos'.
Ele é pai diante de Deus,
porque creu em Deus
que vivifica os mortos
e faz existir o que antes não existia.
18Contra toda a humana esperança,
ele firmou-se na esperança e na fé.
Assim, tornou-se pai de muitos povos,
conforme lhe fora dito:
'Assim será a tua posteridade'.
22Esta sua atitude de fé
lhe foi creditada como justiça.
Palavra do Senhor.

Evangelho - SANTORAL - Mt 1,16.18-21.24a

José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 1,16.18-21.24a
16Jacó gerou José, o esposo de Maria,
da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo.
18A origem de Jesus Cristo foi assim:
Maria, sua móe, estava prometida em casamento a José,
e, antes de viverem juntos,
ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo.
19José, seu marido, era justo
e, não querendo denunciá-la,
resolveu abandonar Maria, em segredo.
20Enquanto José pensava nisso,
eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho,
e lhe disse: 'José, Filho de Davi,
não tenhas medo de receber Maria como tua esposa,
porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo.
21Ela dará à luz um filho,
e tu lhe darás o nome de Jesus,
pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados'.
24aQuando acordou, José fez
conforme o anjo do Senhor havia mandado.
Palavra da Salvação.

Evangelho - SANTORAL - Lc 2,41-51a (Leitura Facultativa)

Teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 2,41-51a
41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém,
para a festa da Páscoa.
42Quando ele completou doze anos,
subiram para a festa, como de costume.
43Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem
de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém,
sem que seus pais o notassem.
44Pensando que ele estivesse na caravana,
caminharam um dia inteiro.
Depois começaram a procurá-lo
entre os parentes e conhecidos.
45Não o tendo encontrado,
voltaram para Jerusalém à sua procura.
46Três dias depois, o encontraram no Templo.
Estava sentado no meio dos mestres,
escutando e fazendo perguntas.
47Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados
com sua inteligência e suas respostas.
48Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados
e sua móe lhe disse:
'Meu filho, por que agiste assim conosco?
Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados,
à tua procura'.
49Jesus respondeu:
'Por que me procuráveis?
Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?'
50Eles, porém, não compreenderam
as palavras que lhes dissera.
51aJesus desceu então com seus pais para Nazaré,
e era-lhes obediente.
Palavra da Salvação.