Nova Liturgia

SÁBADO DA 4ª SEMANA - PÁSCOA


Vamos dirigir-nos aos pagãos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 13, 44-52
No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu para ouvir a palavra de Deus.
Ao verem aquela multidão, os judeus ficaram cheios de inveja e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.
Então, com muita coragem, Paulo e Barnabé declararam: 'Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós. Mas, como a rejeitais e vos considerais indignos da vida eterna, sabei que nos vamos dirigir aos pagãos.
Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu: 'Eu te coloquei como luz para as nações, para que leves a salvação até os confins da terra'. '
Os pagãos ficaram muito contentes, quando ouviram isso, e glorificavam a palavra do Senhor. Todos os que eram destinados à vida eterna, abraçaram a fé.
Desse modo, a palavra do Senhor espalhava-se por toda a região.
Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas, assim como os homens influentes da cidade, provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé e expulsaram-nos do seu território.
Então os apóstolos sacudiram contra eles a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio.
Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria e do Espírito Santo.
Palavra do Senhor.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios! / Sua mão e o seu braço forte e santo / alcançaram-lhe a vitória.
R.
O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
R.
Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai!
R.
Quem me viu, viu o Pai.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14, 7-14
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes. '
Disse Filipe: 'Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!'
Jesus respondeu: 'Ha tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: 'Mostra-nos o Pai'?
Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras.
Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras.
Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai,
e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei.
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO I, PAPA E MÁRTIR - SANTORAL

Tomaremos a refeição, eu com ele e ele comigo.
Leitura do Livro do Apocalipse de São João 3, 14b. 20-22
Assim fala o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
'Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa e tomaremos a refeição, eu com ele e ele comigo.
Ao vencedor farei sentar-se comigo no meu trono, como também eu venci e estou sentado com meu Pai no seu trono.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas'.
Palavra do Senhor.
O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.
O Senhor é o pastor que me conduz; / não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes / ele me leva a descansar. / Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças. / Ele me guia no caminho mais seguro, / pela honra do seu nome.
R.
Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, / nenhum mal eu temerei. / Estais comigo com bastão e com cajado, / eles me dão a segurança!
R.
Preparais à minha frente uma mesa, / bem à vista do inimigo; / com óleo vós ungis minha cabeça, / e o meu cálice transborda.
R.
Felicidade e todo bem hão de seguir-me, / por toda a minha vida; / e, na casa do Senhor, habitarei / pelos tempos infinitos.
R.
Assim como o meu Pai me confiou o Reino,
eu também vos confio o Reino.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 22, 24-30
Naquele tempo:
Houve uma discussão entre os apóstolos, sobre qual deles deveria ser considerado o maior.
Jesus, porém, lhes disse: 'Os reis das nações dominam sobre elas, e os que têm poder se fazem chamar benfeitores.
Entre vós, não deve ser assim. Pelo contrário, o maior entre vós seja como o mais novo, e o que manda, como quem está servindo.
Afinal, quem é o maior: quem está sentado à mesa, ou quem está servindo? Não é quem está sentado à mesa? Eu, porém, estou no meio de vós como aquele que serve.
Vós ficastes comigo em minhas provações.
Por isso, assim como o meu Pai me confiou o Reino, eu também vos confio o Reino.
Vós havereis de comer e beber à minha mesa no meu Reino, e sentar-vos em tronos para julgar as doze tribos de Israel'.
Palavra da Salvação.