Nova Liturgia

<<  13/09/2019 (6ª-FEIRA)  >>

6ª-FEIRA DA 23ª SEMANA - TEMPO COMUM

1a Leitura - ANO IMPAR - 1Tm 1,1-2.12-14

Eu, que antes blasfemava, encontrei misericórdia.
Início da Primeira Carta de São Paulo a Timóteo 1,1-2.12-14
1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus,
por ordem de Deus, nosso Salvador,
e de Cristo Jesus, nossa esperança,
2a Timóteo, verdadeiro filho na fé:
a graça, a misericórdia e a paz de Deus Pai
e de Cristo Jesus, Nosso Senhor.
12Agradeço àquele que me deu força,
Cristo Jesus, nosso Senhor,
pela confiança que teve em mim
ao designar-me para o seu serviço,
13a mim, que antes blasfemava, perseguia e insultava.
Mas encontrei misericórdia,
porque agia com a ignorância de quem não tem fé.
14Transbordou a graça de nosso Senhor
com a fé e o amor que há em Cristo Jesus.
Palavra do Senhor.

Salmo - ANO IMPAR - Sl 15 (16),1-2a.5. 7-8. 11 (R. Cf. 5a)

R. O Senhor é a porção da minha herança!
1Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!*
2aDigo ao Senhor:'Somente vós sois meu Senhor.
5Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, *
meu destino está seguro em vossas mãos!
R.

7Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, *
e até de noite me adverte o coração.
8Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, *
pois se o tenho a meu lado não vacilo.
R.

11Vós me ensinais vosso caminho para a vida; +
junto a vós, felicidade sem limites, *
delícia eterna e alegria ao vosso lado!
R.

Evangelho - ANO IMPAR - Lc 6,39-42

Pode um cego guiar outro cego?
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 6,39-42
Naquele tempo:
39Jesus contou uma parábola aos discípulos:
'Pode um cego guiar outro cego?
Não cairão os dois num buraco?
40Um discípulo não é maior do que o mestre;
todo discípulo bem formado será como o mestre.
41Por que vês tu o cisco no olho do teu irmão,
e não percebes a trave que há no teu próprio olho?
42Como podes dizer a teu irmão:
Irmão, deixa-me tirar o cisco do teu olho,
quando tu não vês a trave no teu próprio olho?
Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho,
e então poderás enxergar bem
para tirar o cisco do olho do teu irmão.
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO CRISÓSTOMO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

1a Leitura - SANTORAL - Ef 4,1-7.11-13

Foi Cristo quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como evangelistas.
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 4,1-7.11-13
Irmãos:
1Eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto
a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes:
2Com toda a humildade e mansidão,
suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor.
3Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito
pelo vínculo da paz.
4Há um só Corpo e um só Espírito,
como também é uma só a esperança à qual fostes chamados.
5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo,
6um só Deus e Pai de todos,
que reina sobre todos,
age por meio de todos e permanece em todos.
7Cada um de nós recebeu a graça
na medida em que Cristo lha deu.
11E foi ele quem instituiu alguns como apóstolos,
outros como profetas,
outros ainda como evangelistas,
outros, enfim, como pastores e mestres.
12Assim, ele capacitou os santos para o ministério,
para edificar o corpo de Cristo,
13até que cheguemos todos juntos à unidade da fé
e do conhecimento do Filho de Deus,
ao estado do homem perfeito
e à estatura de Cristo em sua plenitude.
Palavra do Senhor.

Salmo - SANTORAL - Sl 39(40),2 e 4ab.7-8a.8b-9.10 (R. cf 8a e 9a)

R. Eis que venho fazer com prazer
a vossa vontade, Senhor!
2Esperando, esperei no Senhor, *
e inclinando-se, ouviu meu clamor.
4aCanto novo ele pôs em meus lábios, *
4bum poema em louvor ao SenhoR.
7Sacrifício e oblaçóo nóo quisestes, *
mas abristes, Senhor, meus ouvidos;
nóo pedistes ofertas nem vítimas, +
holocaustos por nossos pecados, *
8ae entóo eu vos disse: 'Eis que venho!'R.
8bSobre mim está escrito no livro: +
9'Com prazer faço a vossa vontade, *
guardo em meu coraçóo vossa lei!'R.
10Boas-novas de vossa justiça +
anunciei numa grande assembléia; *
vós sabeis: nóo fechei os meus lábios!R.

Evangelho - SANTORAL - Mc 4,1-10.13-20

O semeador saiu a semear.

 


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 4,1-10.13-20


Naquele tempo,
1Jesus começou a ensinar de novo
às margens do mar da Galiléia.
Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele,
de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou,
enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia.
2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas.
E, em seu ensinamento, dizia-lhes:
3'Escutai! O semeador saiu a semear.
4Enquanto semeava,
uma parte da semente caiu à beira do caminho;
vieram os pássaros e a comeram.
5Outra parte caiu em terreno pedregoso,
onde não havia muita terra;
brotou logo, porque a terra não era profunda,
6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada;
e, como não tinha raiz, secou.
7Outra parte caiu no meio dos espinhos;
os espinhos cresceram, a sufocaram,
e ela não deu fruto.
8Outra parte caiu em terra boa
e deu fruto, que foi crescendo e aumentando,
chegando a render trinta, sessenta e até cem por um'.
9E Jesus dizia:
'Quem tem ouvidos para ouvir, ouça'.
10Quando ficou sozinho,
os que estavam com ele, junto com os Doze,
perguntaram sobre as parábolas.
13E lhes disse:
'Vós não compreendeis esta parábola?
Então, como compreendereis todas as outras parábolas?
14O semeador semeia a Palavra.
15Os que estão à beira do caminho
são aqueles nos quais a Palavra foi semeada;
logo que a escutam, chega Satanás
e tira a Palavra que neles foi semeada.
16Do mesmo modo,
os que receberam a semente em terreno pedregoso,
são aqueles que ouvem a Palavra
e logo a recebem com alegria,
17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes;
quando chega uma tribulação ou perseguição,
por causa da Palavra, logo desistem.
18Outros recebem a semente entre os espinhos:
são aqueles que ouvem a Palavra;
l9mas quando surgem as preocupações do mundo,
a ilusão da riqueza e todos os outros desejos,
sufocam a Palavra, e ela não produz fruto.
20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom,
são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto;
um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um'.
Palavra da Salvação.