Nova Liturgia

<<  17/09/2019 (3ª-FEIRA)  >>

3ª-FEIRA DA 24ª SEMANA - TEMPO COMUM

1a Leitura - ANO IMPAR - 1Tm 3,1-13

O epíscopo tem o dever de ser irrepreensível;
do mesmo modo os diáconos possuam o mistério da fé
junto com uma consciência limpa.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo a Timóteo 3,1-13
Caríssimo:
1Eis uma palavra verdadeira:
quem aspira ao episcopado,
saiba que está desejando uma função sublime.
2Porque o epíscopo tem o dever de ser irrepreensível,
marido de uma só mulher, sóbrio, prudente,
modesto, hospitaleiro, capaz de ensinar.
3Não deve ser dado a bebidas
nem violento mas condescendente,
pacífico, desinteressado.
4Deve saber governar bem sua casa,
educar os filhos na obediência e castidade.
5Pois, quem não sabe governar a própria casa,
como governará a Igreja de Deus?
6Não pode ser um recém-convertido
para não acontecer que,
ofuscado pela vaidade,
venha a cair na mesma condenação que o demônio.
7Importa também que goze de boa consideração
da parte dos de fora para que não se exponha
à infâmia e caia nas armadilhas do diabo.
8Do mesmo modo os diáconos
devem ser pessoas de respeito,
homens de palavra,
não inclinados à bebida, nem a lucro vergonhoso.
9Possuam o mistério da fé junto com uma consciência limpa.
10Antes de receber o cargo sejam examinados;
se forem considerados dignos, poderão exercer o ministério.
11Também as mulheres devem ser honradas
sem difamação mas sóbrias e fiéis em tudo.
12Os diáconos sejam maridos de uma só mulher,
e saibam dirigir bem os seus filhos e a sua própria casa.
13Pois os que exercem bem o diaconato,
recebem uma posição de estima
e muita liberdade para falar da fé em Cristo Jesus.
Palavra do Senhor.

Salmo - ANO IMPAR - Sl 100 (101),1-2ab. 2cd-3ab. 5. 6 (R. 2c)

R. Viverei na pureza do meu coração!
1Eu quero cantar o amor e a justiça, *
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
2aDesejo trilhar o caminho do bem, *
2bmas quando vireis até mim, ó Senhor?
R.

2cViverei na pureza do meu coração, *
2dno meio de toda a minha família.
3aDiante dos olhos eu nunca terei *
3bqualquer coisa má, injustiça ou pecado.
R.

5Farei que se cale diante de mim *
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
o coração orgulhoso, o olhar arrogante *
não vou suportar e não quero nem ver.
R.

6Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; *
que eles estejam bem perto de mim!
Aquele que vive fazendo o bem *
será meu ministro, será meu amigo.
R.

Evangelho - ANO IMPAR - Lc 7,11-17

Jovem, eu te ordeno, levanta-te!
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 7,11-17
Naquele tempo:
11Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim.
Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão.
12Quando chegou à porta da cidade,
eis que levavam um defunto,
filho único; e sua mãe era viúva.
Grande multidão da cidade a acompanhava.
13Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela
e lhe disse:'Não chores!'
14Aproximou-se, tocou o caixão,
e os que o carregavam pararam.
Então, Jesus disse:
'Jovem, eu te ordeno, levanta-te!'
15O que estava morto sentou-se e começou a falar.
E Jesus o entregou à sua mãe.
16Todos ficaram com muito medo
e glorificavam a Deus, dizendo:
'Um grande profeta apareceu entre nós
e Deus veio visitar o seu povo.'
17E a notícia do fato espalhou-se pela Judéia inteira,
e por toda a redondeza.
Palavra da Salvação.

SÃO ROBERTO BELARMINO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

1a Leitura - SANTORAL - Sb 7,7-10.15-16

Amei a sabedoria mais que a saúde e a beleza.
Leitura do Livro da Sabedoria 7,7-10.15-16
7Orei, e foi-me dada a prudência;
supliquei, e veio a mim o espírito da sabedoria.
8Preferi a Sabedoria aos cetros e tronos
e em comparação com ela, julguei sem valor a riqueza;
9a ela não igualei nenhuma pedra preciosa,
pois, a seu lado, todo o ouro do mundo
é um punhado de areia
e diante dela, a prata, será como a lama.
10Amei-a mais que a saúde e a beleza,
e quis possuí-la mais que a luz,
pois o esplendor que dela irradia não se apaga.
15Deus me conceda falar com inteligência
e ter pensamentos dignos dos dons que recebi,
pois ele não só mostra o caminho da Sabedoria,
como também corrige os sábios;
16em suas mãos estamos nós e as nossas palavras,
assim como toda a inteligência e habilidade.
Palavra do Senhor.

Salmo - SANTORAL - Sl 18(19B),8.9.10.11 (R. 10b ou Jo 6,63c)

R. Os julgamentos do Senhor são corretos
e justos igualmente.
Ou:
R. Senhor, tuas palavras são espírito, são vida!
8A lei do Senhor Deus é perfeita, *
conforto para a alma!
O testemunho do Senhor é fiel, *
sabedoria dos humildes.R.
9Os preceitos do Senhor são precisos, *
alegria ao coração.
O mandamento do Senhor é brilhante, *
para os olhos é uma luz.R.
10É puro o temor do Senhor, *
imutável para sempre.
Os julgamentos do Senhor são corretos *
e justos igualmente.R.
11Mais desejáveis do que o ouro são eles, *
do que o ouro refinado.
Suas palavras são mais doces que o mel, *
que o mel que sai dos favos.R.

Evangelho - SANTORAL - Mt 7,21-29

A casa construída sobre a rocha e
a casa construída sobre a areia.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 7,21-29
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
2lNem todo aquele que me diz:'Senhor, Senhor',
entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática
a vontade de meu Pai que está nos céus.
22Naquele dia, muitos vão me dizer:
'Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos?
Não foi em teu nome que expulsamos demônios?
E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres?'
23Então eu lhes direi publicamente:
'Jamais vos conheci.
Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal.
24Portanto, quem ouve estas minhas palavras
e as põe em prática,
é como um homem prudente,
que construiu sua casa sobre a rocha.
25Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos deram contra a casa,
mas a casa não caiu,
porque estava construída sobre a rocha.
26Por outro lado,
quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática,
é como um homem sem juízo,
que construiu sua casa sobre a areia.
27Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos sopraram e deram contra a casa,
e a casa caiu, e sua ruína foi completa!'
28Quando Jesus acabou de dizer estas palavras,
as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento.
29De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade
e não como os mestres da lei.
Palavra da Salvação.