Nova Liturgia

<<  09/10/2019 (4ª-FEIRA)  >>

4ª-FEIRA DA 27ª SEMANA - TEMPO COMUM

1a Leitura - ANO IMPAR - Jn 4,1-11

Tu sofres por causa desta planta.
E eu não haveria de salvar esta grande cidade de Nínive?
Leitura da Profecia de Jonas 4,1-11
1Este desfecho causou em Jonas
profunda mágoa e irritação;
2orou então ao Senhor, dizendo:
'Peço-te me ouças, Senhor:
não era isto que eu receava,
quando ainda estava em minha terra?
Por isso, antecipei-me, fugindo para Társis.
Sabia que és um Deus benigno e misericordioso,
paciente e cheio de bondade,
e que facilmente perdoas a punição.
3E agora, Senhor, peço que me tires a minha vida,
para mim é melhor morrer do que viver'.
4Disse o Senhor:
'Achas que tens boas razões para irar-te?'
5Jonas saiu da cidade e estabeleceu-se na parte oriental
e ali fez para si uma cabana,
onde repousava à sombra,
a ver o que ia acontecer à cidade.
6O Senhor Deus fez nascer uma hera,
que cresceu sobre a cabana,
para dar sombra à cabeça de Jonas
e abrandar seu aborrecimento.
E Jonas alegrou-se grandemente por causa da hera.
7Mas, ao raiar do dia seguinte,
Deus determinou que um verme atacasse a hera,
e ela secou.
8Quando o sol se levantou,
mandou Deus do oriente um vento quente;
e o sol bateu forte sobre a cabeça de Jonas,
que se sentiu desfalecer;
teve vontade de morrer, e disse:
'Para mim é melhor morrer do que viver.'
9Disse Deus a Jonas:
'Achas que tens boas razões
para irar-te por esta hera?'
'Sim, respondeu ele,
tenho razão até para morrer de raiva.'
10O Senhor replicou-lhe:
'Tu sofres por causa desta planta,
que não te custou trabalho e não fizeste crescer,
que nasceu numa noite e na outra morreu.
11E eu não haveria de salvar esta grande cidade de Nínive,
em que vivem cento e vinte mil seres humanos,
que não sabem distinguir a mão direita da esquerda,
e um grande número de animais?'
Palavra do Senhor.

Salmo - ANO IMPAR - Sl 85,3-4. 5-6. 9-10 (R. 15b)

R. Ó Senhor, sois amor, paciência e perdão.
3Piedade de mim, ó Senhor, *
porque clamo por vós todo o dia!
4Animai e alegrai vosso servo, *
pois a vós eu elevo a minh'alma.
R.

5Ó Senhor, vós sois bom e clemente, *
sois perdão para quem vos invoca.
6Escutai, ó Senhor, minha prece, *
o lamento da minha oração!
R.

9As nações que criastes virão *
adorar e louvar vosso nome.
10Sois tão grande e fazeis maravilhas: *
vós somente sois Deus e Senhor!
R.

Evangelho - ANO IMPAR - Lc 11,1-4

Senhor, ensina-nos a rezar.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 11,1-4
1Um dia, Jesus estava rezando num certo lugar.
Quando terminou, um de seus discípulos pediu-lhe:
'Senhor, ensina-nos a rezar,
como também João ensinou a seus discípulos.'
2Jesus respondeu:'Quando rezardes, dizei:
'Pai, santificado seja o teu nome.
Venha o teu Reino.
3Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos,
4e perdoa-nos os nossos pecados,
pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores;
e não nos deixes cair em tentação'.'
Palavra da Salvação.

SÃO JOÃO LEONARDI, PRESB. - SANTORAL

1a Leitura - SANTORAL - 2Cor 6,4-10

Como moribundos, embora vivamos.

 


Leitura da Segunda Carta de Sóo Paulo aos Coríntios 6,4-10


Irmóos:
4Em tudo nos recomendamos como ministros de Deus,
com muita paciência, em tribulaçðes,
em necessidades, em angústias,
5em açoites, em prisðes, em tumultos,
em fadigas, em insônias, em jejuns,
6em castidade, em compreensóo, em longanimidade,
em bondade, no Espírito Santo, em amor sincero,
7em palavras verdadeiras, no poder de Deus,
em armas de justiça, ofensivas e defensivas,
8em honra e desonra, em má ou boa fama;
considerados sedutores, sendo, porém, verazes;
9como desconhecidos, sendo porém, bem conhecidos;
como moribundos, embora vivamos;
como castigados mas nóo mortos;
10como aflitos mas sempre alegres;
como pobres mas enriquecendo muitos;
como quem nada possui, mas tendo tudo.
Palavra do Senhor.

1a Leitura - SANTORAL - 2Cor 4,1-2.5-7 (Leitura Facultativa)

Pregamos a Jesus Cristo, o Senhor. Quanto a nós,
apresentamo-nos como servos vossos por causa de Jesus.
Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios 4,1-2.5-7
Irmãos:
1Não desanimamos no exercício deste ministério
que recebemos da misericórdia divina.
2Rejeitamos todo procedimento dissimulado e indigno,
feito de astúcias,
e não falsificamos a palavra de Deus.
Mas, pelo contrário, manifestamos a verdade
e, assim, nos recomendamos
a toda consciência humana, diante de Deus.
5De fato, não nos pregamos a nós mesmos,
pregamos a Jesus Cristo, o Senhor.
Quanto a nós, apresentamo-nos como servos vossos,
por causa de Jesus.
6Com efeito, Deus que disse:
'Do meio das trevas brilhe a luz',
é o mesmo que fez brilhar a sua luz em nossos corações,
para tornar claro o conhecimento da sua glória
na face de Cristo.
7Ora, trazemos esse tesouro em vasos de barro,
para que todos reconheçam
que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.
Palavra do Senhor.

Salmo - SANTORAL - Sl 125(126),1-2ab.2cd-3.4-5.6 (R.5)

R. Os que lançam as sementes entre lágrimas,
ceifarão com alegria.
1Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, *
parecíamos sonhar;
2aencheu-se de sorriso nossa boca, *
2bnossos lábios, de canções.R.
2cEntre os gentios se dizia: 'Maravilhas *
2dfez com eles o Senhor!'
3Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, *
exultemos de alegria!R.
4Mudai a nossa sorte, ó Senhor, *
como torrentes no deserto.
5Os que lançam as sementes entre lágrimas, *
ceifarão com alegria.R.
6Chorando de tristeza sairão, *
espalhando suas sementes;
cantando de alegria voltarão, *
carregando os seus feixes!R.

Evangelho - SANTORAL - Mt 5,13-16

Vós sois a luz do mundo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,13-16
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
13Vós sois o sal da terra.
Ora, se o sal se tornar insosso,
com que salgaremos?
Ele não servirá para mais nada,
senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens.
14Vós sois a luz do mundo.
Não pode ficar escondida uma cidade
construída sobre um monte.
15Ninguém acende uma lâmpada, e a coloca
debaixo de uma vasilha, mas sim, num candeeiro,
onde brilha para todos que estão na casa.
16Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens,
para que vejam as vossas boas obras
e louvem o vosso Pai que está nos céus.
Palavra da Salvação.

Evangelho - SANTORAL - Lc 5,1-11 (Leitura Facultativa)

Deixaram tudo e O seguiram.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 5,1-11
Naquele tempo:
1Jesus estava na margem do lago de Genesaré,
e a multidão apertava-se ao seu redor
para ouvir a palavra de Deus.
2Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago.
Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes.
3Subindo numa das barcas, que era de Simão,
pediu que se afastasse um pouco da margem.
Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões.
4Quando acabou de falar, disse a Simão:
'Avança para águas mais profundas,
e lançai vossas redes para a pesca'.
5Simão respondeu:
'Mestre, nós trabalhamos a noite inteira
e nada pescamos.
Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes'.
6Assim fizeram,
e apanharam tamanha quantidade de peixes
que as redes se rompiam.
7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca,
para que viessem ajudá-los.
Eles vieram, e encheram as duas barcas,
a ponto de quase afundarem.
8Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus,
dizendo:'Senhor, afasta-te de mim,
porque sou um pecador!'
9É que o espanto se apoderara de Simão
e de todos os seus companheiros,
por causa da pesca que acabavam de fazer.
10Tiago e João, filhos de Zebedeu,
que eram sócios de Simão, também ficaram espantados.
Jesus, porém, disse a Simão:
'Não tenhas medo!
De hoje em diante tu serás pescador de homens.'
11Então levaram as barcas para a margem,
deixaram tudo e seguiram a Jesus.
Palavra da Salvação.