Nova Liturgia

6ª-FEIRA DA 32ª SEMANA - TEMPO COMUM

Se chegaram a tão vasta ciência, a ponto de investigarem o universo,
como é que não encontraram mais facilmente o seu Senhor?
Leitura do Livro da Sabedoria 13, 1-9
São insensatos por natureza todos os homens que ignoram a Deus, os que, partindo dos bens visíveis, não foram capazes de conhecer aquele que é; nem tampouco, pela consideração das obras, chegaram a reconhecer o Artífice.
Tomaram por deuses, por governadores do mundo, o fogo e o vento, o ar fugidio, o giro das estrelas, a água impetuosa, os luzeiros do dia.
Se, encantados por sua beleza, tomaram estas criaturas por deuses, reconheçam quanto o seu Senhor está acima delas: pois foi o autor da beleza quem as criou.
Se ficaram maravilhados com o seu poder e a sua atividade, concluam daí quanto mais poderoso é aquele que as formou:
de fato, partindo da grandeza e da beleza das criaturas, pode-se chegar a ver, por analogia, aquele que as criou.
Contudo, estes merecem menor repreensão: talvez se tenham extraviado procurando a Deus e querendo encontrá-lo.
Com efeito, vivendo entre as obras dele, põem-se a procurá-lo, mas deixam-se seduzir pela aparência, pois é belo aquilo que se vê!
Mesmo assim, nem a estes se pode perdoar:
porque, se chegaram a tão vasta ciência, a ponto de investigarem o universo, como é que não encontraram mais facilmente o seu Senhor?
Palavra do Senhor.
Os céus proclamam a glória do Senhor!
Os céus proclamam a glória do Senhor, / e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao dia transmite esta mensagem, / a noite à noite publica esta notícia.
R.
Não são discursos nem frases ou palavras, / nem são vozes que possam ser ouvidas; seu som ressoa e se espalha em toda a terra, / chega aos confins do universo a sua voz.
R.
O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 17, 26-37
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem.
Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles.
Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam.
Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu e fez morrer todos.
O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado.
Nesse dia, quem estiver no terraço, não desça para apanhar os bens que estão em sua casa. E quem estiver nos campos não volte para trás.
Lembrai-vos da mulher de Ló.
Quem procura ganhar a sua vida, vai perdê-la; e quem a perde, vai conservá-la.
Eu vos digo: nessa noite, dois estarão numa cama; um será tomado e o outro será deixado.
Duas mulheres estarão moendo juntas; uma será tomada e a outra será deixada.
Dois homens estarão no campo; um será levado e o outro será deixado. '
Os discípulos perguntaram: 'Senhor, onde acontecerá isso?' Jesus respondeu: 'Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os abutres. '
Palavra da Salvação.

SANTO ALBERTO MAGNO, BISPO E DOUTOR DA IGREJA - SANTORAL

Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência.
Leitura do Livro do Eclesiástico 15, 1-6
Quem teme a Deus, faz o bem; e quem observa a lei, consegue a sabedoria.
Ela vem aos seu encontro como mãe venerada, e como jovem esposa o abraça.
Ela o alimenta com o pão da vida e do entendimento e lhe dá de beber a água da salutar sabedoria. Nela ele se apóia e não cai;
confia nela e não será enganado. Ela o eleva entre seus companheiros
e faz com que ele tome a palavra no meio da assembléia. Ela o encherá do espírito de sabedoria e inteligência, e o cobrirá com o manto da glória.
Ele encontra a felicidade e uma coroa de alegria e ainda terá, como herança, um nome imortal.
Palavra do Senhor.
Ó Senhor, ensinai-me os vossos mandamentos!
Como um jovem poderá ter vida pura? / Observando, ó Senhor, vossa palavra.
R.
De todo o coração eu vos procuro, / não deixeis que eu abandone a vossa lei!
R.
Conservei no coração vossas palavras, / a fim de eu não peque contra vós.
R.
Ó Senhor, vós sois bendito para sempre; / os vossos mandamentos ensinai-me!
R.
Com meus lábios, ó Senhor, eu enumero / os decretos que ditou a vossa boca.
R.
Seguindo vossa lei me rejubilo / muito mais do que em todas as riquezas.
R.
Coisas novas e velhas.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 13, 47-52
Naquele tempo, disse Jesus à multidão:
'O Reino dos Céus é ainda como uma rede lançada ao mar e que apanha peixes de todo tipo.
Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.
Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos,
e lançarão os maus na fornalha de fogo. E aí, haverá choro e ranger de dentes.
Compreendestes tudo isso?' Eles responderam: 'Sim'.
Então Jesus acrescentou: 'Assim, pois, todo mestre da Lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas'.
Palavra da Salvação.