Paróquia em comunhão com a Jornada Vocacional e Missionária

WhatsApp Image 2018-10-17 at 11.13.38

A abertura da Jornada Vocacional e Missionária na Arquidiocese ocorreu no dia 08 de outubro. Seminaristas, leigos e sacerdotes, com os símbolos vocacionais (cruz, barco e o ícone do Discípulo Amado) saíram em caminhada, com a oração do terço, do Seminário Teológico Convívio Emáus, no bairro Pantanal – Florianópolis, em direção à Paróquia Santíssima Trindade, bairro Trindade – Florianópolis.

Na Igreja Matriz da Trindade, todos participaram da Celebração Eucarística, presidida pelo Vigário Geral, Pe. Vitor Galdino Feller, e concelebrada por outros sacerdotes.

Entre 08 de outubro e 25 de novembro, os símbolos vocacionais estarão percorrendo as 13 foranias da Arquidiocese.

Nossa forania acolheu os símbolos vocacionais nesta segunda-feira, dia 15 às 20h na Igreja Matriz Santo Antônio, em Campinas, trazidos pela comunidade da Paróquia Nossa Senhora da Glória, Balneário do Estreito, Forania Florianópolis Continente.

Na introdução dos símbolos e do ícone, foi explicado os seus significados dentro da Jornada Vocacional e Missionária:

Cruz: Símbolo dos cristãos, da fé em Jesus Cristo e da missão de todo batizado em evangelizar.

Cor amarela: representa a nobreza, a alegria, a juventude.

Maria: Referência ao tema da próxima Jornada Mundial da Juventude e à padroeira do Brasil. Em seu manto a representação das contas da dezena do terço, oração mariana pelas vocações.

Cor azul: Representa o manto de Nossa Senhora.

Barco: Símbolo Vocacional da própria Igreja de Cristo e da unidade dos cristãos.

Cor ciano: representa harmonia, paz, contemplação.

Ícone do Discípulo Amado: O ícone do Discípulo Amado (São João Evangelista) é citado no Documento Preparatório do Sínodo: “Na leitura tradicional do Quarto Evangelho ele é a figura exemplar do jovem que escolhe seguir Jesus, e o discípulo que Jesus amava” (p. 15).

Após o recebimento dos símbolos e do ícone do Discípulo Amado, a oração do terço foi realizada nas intenções das vocações no trabalho pastoral da Igreja, sobretudo vocações sacerdotais e religiosas, bem como de resgatar, fortalecer e promover as vocações por meio da prática da oração, do falar bem da Igreja e do convite aos jovens para a Vocação.

Ao Final houve uma pregação do Sr. Romeu falando sobre as vocações, seja ela para o sacerdócio, a vida consagrada, a família, a missão, e que todas tem sua origem em Deus, mas também são frutos da comunidade que reza, como Maria assim fez, se tornando a maior discípula missionária de Jesus.

No dia Seguinte Pe. Alcides e a Pastoral Vocacional da paróquia levaram os símbolos e o ícone do Discípulo Amado para a Paróquia de São Pedro de Alcântara.

Colaboração de conteúdo: Robson da Silva/Ana Paula Santos.

Leia também:

Caminhando com a Palavra: a vocação de Paulo

A vocação da Igreja é ser missionária, sem proselitismo, diz Papa na Epifania

Share