Santo Antônio e o Jubileu dos cinco mártires do Marrocos

Foi por volta de 1195 que nasceu Fernando Martins de Bulhões. Ao ouvir o chamado de Deus, dedica-se aos estudos em Lisboa e Coimbra.

Mas foi em 1220, com o martírio dos cinco frades franciscanos no Marrocos, que Fernando tornou-se inquieto. O ardor de seu coração por Cristo se torna um profundo desejo de se dedicar ao anúncio da mensagem de Deus, não só pelos livros do Mosteiro de Santa Cruz, mas também através do testemunho de vida dos irmãos de Francisco de Assis.

De Coimbra para o mundo, Fernando se torna Antônio. Percorre Itália e França e se torna o grande evangelizador da sociedade de seu tempo. Pela palavra e empenho é considerado um dos santos mais importantes da cristandade.

Neste Jubileu celebramos o dom da vocação e da missão do jovem Antônio, para que todos possam redescobrir a alegria do Evangelho que enche os corações dos que se encontram com Jesus.

Antônio das cidades de Lisboa, Coimbra e Pádua é também Antônio dos bairros Campinas e Kobrasol, em São José.  Neste exemplo sigamos firmes em busca da santidade, junto ao Senhor Jesus, pois nEle, encontramos a salvação e a vida eterna!

Share