Rumo aos 50 anos: chegadas e despedidas

Neste período Pe. Sérgio recebeu o então seminarista Márcio Vignoli para realizar trabalhos pastorais, que lhe ajudou a criar o grupo da Renovação Carismática da matriz. Além disso, Márcio impulsionou o grupo jovem Sopro de Vida e coordenou, em 1997, o primeiro retiro Metanóia, em Nova Trento, com a presença de 52 jovens. Trabalhou aqui até sua ordenação diaconal, que aconteceu em Fevereiro de 1998, em Campinas. Pe. Valmir Silvano também fez trabalho pastoral em nossa paróquia como seminarista, recebendo o Ministério do Acolitato em 1999.

A partir de setembro de 1996, sob a coordenação do Pe. Alcione, a comunidade da Procasa iniciou o processo de constituição de uma nova paróquia, concluído em 1998, deixando de ser parte de nossa paróquia, que ficou reduzida às comunidades de Campinas, Kobrasol e Roçado.

No final de 1996, o bispo enviou um sacerdote para ajudar ao Pe. Sérgio, pois os padres Luisinho e Raul estavam com problemas de saúde. Pe. Darcísio Schappo, que havia recém se ordenado, ficou aqui entre novembro e dezembro daquele ano. Em 1997, Pe. Valdemar Groh assumiu o posto de vigário paroquial no lugar do Pe. Luisinho, que havia deixado a paróquia. Sempre divertido, costumava iniciar os avisos paroquiais nas missas, falando “plim-plim”. Deixou a paróquia em 2002 para se dedicar exclusivamente ao trabalho de capelão da Polícia Militar. Pe. Newton M. Rangel, conhecido por todos como Pe. José, também começou a trabalhar na paróquia em 1997. Apesar de suas limitações devido à idade, Pe. José estava sempre presente nas celebrações e confessava durante as missas. Faleceu em 2005. Em 2002, Diácono José Milton Coelho, que veio de Biguaçu, começou a trabalhar aqui, mesmo ano em que Pe. Sérgio deixou a paróquia, transferindo-se para a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, na Fazenda, em Itajaí.

VOCÊ SABIA…

– que o Pe. José era general do exército e se ordenou aos 68 anos?

– que em 1997, a comunidade do Kobrasol fez uma rifa em prol da construção da capela e que o ganhador do primeiro prêmio (um automóvel Corsa zero quilômetro), Sr. Tito Koerich, doou o prêmio para a comunidade?

– que no início de 1997 foi realizada uma peregrinação a Angelina, com mais de 20 ônibus, num grande louvor à Maria?

– que em 1999 foi realizada uma missa dos vestibulandos, com a presença de mais de 400 participantes, como forma de dar maior tranquilidade aos futuros acadêmicos?

– que o Pe. Hélio da Cunha esteve em Campinas, em 1999, pregando sobre “Sacramentos” em um retiro aberto, promovido pela RCC, chamado de Seminário de Vida no Espírito?

– que o Pe. Leandro Rech participou do grupo jovem Sopro de Vida?

– que o Pe. Júlio César da Rosa foi catequista de Crisma, em Campinas?

No próximo mês vamos contar sobre a época em que o Pe. Hélio foi pároco e seus trabalhos na paróquia. Marque na agenda: dia 11 de novembro.

 

 

Share