Menu fechado

Paróquia celebra Solenidade da Santíssima Trindade e Coroação de Nossa Senhora

Neste último fim de semana de maio, a Igreja celebrou a Solenidade da Santíssima Trindade. A doutrina cristã da Trindade define Deus como três pessoas consubstanciais: o Pai, o Filho (Jesus Cristo) e o Espírito Santo; “um Deus em três pessoas”. A liturgia nos apresenta este mistério, que faz parte da fé que vivemos todos os dias na Igreja. A celebração de domingo a noite em Campinas, São José, foi presidida por Padre Revelino Seidler, pároco da Paróquia Santo Antônio.

Pe. Revelino, ao iniciar sua homilia, comentou que nós cristãos cremos e professamos um só Deus. Este se revela a nós em três pessoas distintas e nunca conseguiremos entender racionalmente o que isto significa. Somos, então, convidados a mergulhar neste mistério do amor de Deus e caminhar em busca de uma vida em comunhão com Deus e expressar esta comunhão dentro da nossa realidade humana e dentro da nossa comunidade.

Observou que a primeira leitura transmite a mensagem de que Deus não é um Deus distante e indiferente à realidade do seu povo. Deus se faz próximo a nós e precisamos reconhecer Sua presença em cada pessoa. Somos criados à imagem e semelhança de Deus, fomos salvos por Jesus Cristo, integrados ao seu corpo que é a Igreja e nos tornamos morada do Espírito Santo. Pelo batismo fazemos parte do mistério da Santíssima Trindade.

Recordou que a fé é transmitida de geração em geração. Na Iniciação à Vida Cristã, a Igreja entrega de forma solene a Profissão de Fé para as crianças. Somos, dessa forma, chamados a sermos testemunhos de fé. Jesus ao se despedir dos discípulos, lhes concede a missão de batizar a todos e a Igreja assim o faz até hoje. Acolhe aqueles que desejam seguir o caminho de Deus, pelo batismo e os acompanha educando-os com o passar dos anos.

Ao encerrar suas palavras, o pároco voltou-se para três grandes velas que representavam a Santíssima Trindade, que nos acolheram no dia do nosso batismo e nos iluminam neste mundo, para um dia contemplar a luz da Trindade no reino eterno. Em seguida a a liturgia foi seguida como de costume até a comunhão.

Após a comunhão, como era último domingo de maio, foi realizada a Coroação de Nossa Senhora. Meninas com vestes especiais entraram pelo corredor central até o presbitério, enquanto o ministério de música cantava músicas sobre Maria Santíssima. As crianças representavam as canções e em determinado momento uma delas colocou uma coroa sobre a imagem de Nossa Senhora que estava presente no altar. Pe. Revelino concluiu ao pedir a intercessão da Mãe de Deus sobre todos.

Todos os protocolos de segurança e higienização foram respeitados.

Fotos: Ana Paula dos Santos.